Você está aqui: Página Inicial > Contents > Notícias > Aluno de Engenharia Mecânica conquista mais um prêmio nacional

Notícias

Aluno de Engenharia Mecânica conquista mais um prêmio nacional

David Domingos Soares da Silva, aluno do Curso de Graduação em Engenharia Mecânica do Centro de Tecnologia da UFPB, foi mais uma vez o grande vencedor de prêmio em nível nacional, dessa feita com o trabalho ‘Dispositivo Dinâmico de Mapeamento Magnético para Caracterização da Evolução da Corrosão sob Tensão em Parafusos e Peças Cilíndricas’.
por publicado: 18/10/2016 12h13 última modificação: 19/10/2016 09h12

Dia 9 de novembro próximo será realizada a cerimônia de premiação em Vitória-ES. O estudo sagrou-se campeão nacional entre 22 outros selecionados, como melhor trabalho de conclusão de Engenharia Mecânica do Brasil, na edição 2016 do Prêmio ABCM-Embraer, conferido pela Associação Brasileira de Engenharia e Ciências Mecânicas mais a Empresa Brasileira de Aeronáutica S/A.

David é o primeiro estudante do Norte/Nordeste a conquistar o prêmio, concorrendo com alunos de instituições de grande renome como o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), Universidade de São Paulo (USP), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), só para citar alguns desses importantes organismos educacionais brasileiros.

O ABCM-Embraer é considerado o prêmio nacional mais importante da área de Engenharia Mecânica. Avaliaram o estudo de David Domingos pesquisadores de prestígio no país e exterior, a exemplo dos professores Álisson Rocha Machado, Fernando Alves Rochinha, Anselmo Eduardo Diniz, Paulo Cesar Philippi e José Ricardo Parizi Negrão.

O autor se define como um “apaixonado por ciência, tecnologia e desenvolvimento, que coexistem para transformar e melhorar a vida das pessoas, das comunidades onde vivem. Escassez de água, fome, erradicação da pobreza, tratamento de resíduos e busca de novos recursos sustentáveis são meus motores motivacionais”, revela.

A série de premiações nacionais começou em 2012, quando ele e equipe foram laureados pela National Instruments, no tocante a ‘Melhores aplicações acadêmicas em projeto gráfico de sistema usando o software LabVIEW’, com o projeto ‘Dispositivo de Ensaios para Caracterização das Propriedades Termomecânicas em Atuadores de Liga com Memória de Forma’.

“Depois, surgiu a ideia de desenvolver um dispositivo que pudesse avaliar o grau de comprometimento de elementos estruturais submetidos a processos corrosivos”. Com esse dispositivo, em 2013 David e equipe conseguiram o primeiro lugar no Prêmio Ciser de Inovação Tecnológica. A Ciser Porcas e Parafusos, sediada em Joinville-SC, é a maior empresa fabricante de fixadores da América Latina.

Na sequência, em 2014, a premiação de primeiro colocado recaiu sobre o trabalho ‘Desenvolvimento de um Sistema de Controle Fuzzy para Posicionamento de um Painel Solar para Captação de Irradiação’, título igualmente conferido pela National Instruments.

Em 2015, o dispositivo desenvolvido para avaliar o grau de corrosão em elementos estruturais rendeu ainda a David Domingos e equipe uma injeção de capital do Grupo Ciser no projeto, além de bolsa remunerada de estágio ao autor no setor de Inovação, Pesquisa e Desenvolvimento daquela empresa. “No ano de 2015 gerei também minha primeira patente e também a transferência inaugural de tecnologia para uma empresa. Isso viabilizou o desenvolvimento do meu trabalho de conclusão de curso. Também nesse ano recebemos o Prêmio de Inovação Tecnológica Professor Delby Fernandes de Medeiros, resultado direto de nossas contribuições científicas e da patente desenvolvida”, acrescenta.

Por fim, ele destaca a contribuição e o apoio de toda sua equipe, citando nominalmente Alysson Domingos Silvestre (hoje professor do IFPE), Lipson Douglas de Oliveira Silva e Ewerton Freitas de Medeiros (graduandos em Engenharia Mecânica da UFPB), Hening Almeida de Andrade (graduando em Engenharia Elétrica da UFPB) e Melquisedeque Shaloon Bento da Silva (graduando em Engenharia Elétrica do IFPB), sob a orientação dos professores Alberdan Santiago de Aquino (IFPB) e Heber Sivini Ferreira (UFPB).